O melhor pedaço da Maçã.
MM News

Receba os nossos principais artigos diariamente, por email.

Chips M1 Pro e M1 Max

Ciclo de upgrades dos chips de Macs poderá ser de 18 meses [atualizado: “A16”]

Segundo rumores, o “M2” deverá chegar em 2022, e os “M2 Pro/Max” somente em 2023

No mundo dos iPhones e iPads, a Apple já consolidou um ciclo de atualizações anual de forma bastante sólida — e ele engloba não apenas os dispositivos em si, mas também os seus processadores da série A. Por isso, seria natural imaginarmos que os chips da série M, que equipam os Macs mais recentes, também teriam um ritmo de upgrades semelhante. Entretanto, pode ser que não.

Publicidade

De acordo com o site taiwanês Commercial Times [Google Tradutor], o ciclo de atualizações dessa linha ficará mais próximo dos 18 meses — ou seja, o chip “M2” chegará em algum momento de 2022, enquanto o “M3” virá somente um ano e meio depois.

O site trouxe previsões mais concretas: de acordo com fontes ouvidas pela reportagem, o “M2” (de codinome “Staten”) será lançado no segundo semestre de 2022 — provavelmente estreando no já tão especulado novo MacBook Air. Já suas variantes “M2 Pro/Max” (de codinome “Rhodes”) chegarão na primeira metade de 2023, possivelmente numa nova geração do MacBook Pro (ou mesmo do Mac Pro).

Os novos chips seriam baseados na litografia de 4 nanômetros da TSMC — ou seja, ainda menores e mais eficientes do que os chips M1 [Pro/Max], de 5nm.

Publicidade

Veremos, agora, se as previsões do Commercial Times são sólidas. Caso os rumores estejam corretos, é possível que a Apple estenda sua promessa original, de fazer toda a transição para o Apple Silicon em cerca de dois anos — afinal de contas, se o “M2 Pro/Max” só chegará em 2023, ainda teremos de aguardar algum tempo até que o Mac Pro (ou um novo iMac Pro) sejam atualizados com os chips. Isso, claro, desconsiderando a possibilidade da Apple simplesmente lançar versões das máquinas com os já existentes M1 Pro/Max — ou o tal “M1 Max Duo”.

Vejamos, portanto, o que ocorrerá — vale lembrar que o Commercial Times não está entre os veículos considerados mais certeiros nos rumores da Apple, então só o futuro nos dirá quais são os reais planos da Maçã.

via MacRumors

Atualização20/12/2021 às 12:59

Como notou o iClarified, uma outra informação trazida pelo Commercial Times na mesma reportagem pode interessar aos compradores (atuais e potenciais) de iPhones: de acordo com a matéria, o “iPhone 14” — a ser lançado no segundo semestre de 2022, terá um processador “A16 Bionic”.

Publicidade

Até aí, sem muita novidade. Segundo a reportagem, entretanto, o chip já será construído no novo processo de 4nm da TSMC, o mesmo que deverá ser utilizado nos chips “M2”.

Publicidade

Além disso, as fontes indicam que a Maçã poderá lançar duas versões do “A16”, ambas com arquitetura de seis núcleos, mas diferenciadas pelo número de núcleos para gráficos — como já acontece no A15 Bionic dos modelos comuns e Pro.

Os chips deverão ter, ainda, suporte a 5G dual-band e memória LPDDR5 de “próxima geração”, além de Wi-Fi 6E e outras novas especificações técnicas.

Ver comentários do post

Carregando os comentários…
Artigo Anterior
Zip4Me

★ O que é e por que eu recomendo tanto a Zip4Me?

Próximo Artigo
Pedra dentro de embalagem

Ator Murilo Benício compra Apple Watch e recebe… uma pedra

Posts Relacionados