O melhor pedaço da Maçã.
MM News

Receba os nossos principais artigos diariamente, por email.

Executiva da Apple se intitula “o Forrest Gump da privacidade”

Jane Horvath

Jane Horvath, a chefe de privacidade da Apple, concedeu esta semana uma entrevista à ELLE na qual comentou sobre o histórico de sua carreira, como se tornou advogada de privacidade, além de falar um pouco sobre o seu trabalho na Maçã. A Apple recentemente divulgou um comercial bem-humorado sobre o assunto que ela chefia.

Publicidade

Horvath se intitula “o Forrest Gump da privacidade”. Após se formar na faculdade de Direito, ela sonhava em trabalhar na Apple, embora tenha conseguido apenas ir para a AOL (em 1995). Lá, formulou o que disse poder ser a primeira política de privacidade já feita e, depois, ainda passou pelo Departamento de Justiça dos Estados Unidos e pelo Google.

Ao entrar na Maçã, em 2011, a executiva afirmou ter percebido se tratar de um modelo de negócios bastante diferente. Ao ver que um colega engenheiro estava agindo para evitar que dados coletados pudessem identificar alguém, ela pensou: “Uau, eu cheguei a um lugar que realmente protege a privacidade.”

Horvath também falou sobre o famoso e polêmico caso do terrorista de San Bernardino. Na época, o FBI queria que a Apple criasse uma backdoor para acessar o iPhone do homem. Ela, que esteve envolvida nas negociações, afirmou que se o processo fosse direcionado apenas àquele dispositivo, poderia ter sido feito. O problema é que criaria a possibilidade de acessar outros aparelhos, o que significaria uma violação da privacidade de um número incomensurável de pessoas.

Publicidade

Algo interessante que ela falou é como sua carreira foi mudando com o tempo e como se deve estar preparado para isso. Quando ela iniciou sua vida laboral, sua atual profissão de advogada de privacidade sequer existia. Isso nos faz pensar sobre quantas atividades que podem ser importantes no futuro ainda sequer existem e/ou foram difundidas.

Além disso, a executiva teceu outros comentários sobre a privacidade em geral. Disse que é importante sempre pensar antes de aceitar termos e condições, bem como refletir sobre quais apps você concedeu permissões nos últimos dias. Não surpreende o fato de Horvath ter destacado o quão o iOS é mais simples nesse sentido.

A chefe de privacidade da Apple também condena o pensamento de pessoas que não dão valor a essa questão, mostrando como, de uma maneira ou de outra, todos estão implicados. Ela também elogia o regramento da área da União Europeia, afirmando tentar fazer com que usuários do mundo inteiro tenham acesso aos mesmos padrões que os europeus.

Publicidade

A entrevista completa inclui demais comentários pessoais, profissionais e sobre o tema de especialidade de Horvath. É interessante entender melhor como pensam, ou ao menos como se expressam, as pessoas que estão por trás de como funciona a Apple.

via iMore

Ver comentários do post

Carregando os comentários…
Artigo Anterior
TikTok no iPhone

TikTok ganha novos recursos para créditos e publicidade

Próximo Artigo
Aqara D100 Zigbee

Aqara lança D100 Zigbee, fechadura sem maçaneta com HomeKit

Posts Relacionados