O melhor pedaço da Maçã.
MM News

Receba os nossos principais artigos diariamente, por email.

Tony Fadell comenta evolução do iPod analisando tomografias

Apesar de previsível, a súbita descontinuação do iPod touch, neste mês, pegou todo mundo no universo da tecnologia de surpresa, o que foi logo seguido de uma onda de nostalgia pelos anos de ouro do reprodutor de mídia da Apple.

Publicidade

Uma das pessoas a embarcar nesse saudosismo todo foi ninguém menos que Tony Fadell, considerado o “pai” do iPod. Em um novo vídeo produzido em parceria com a Scan of the Month, Fadell entrou em detalhes sobre o processo de desenvolvimento do primeiríssimo iPod ao mesmo tempo que analisou imagens de modelos clássicos do produto tiradas em máquinas de microtomografia (CT-Scan).

As primeiras imagens exibidas pelo vídeo mostram o interior do iPod original, dando destaque aos componentes da Scroll Wheel e seu disco rígido interno de 5GB da Toshiba. Segundo Fadell, uma das principais preocupações da equipe de desenvolvimento da Apple era com a fragilidade da unidade de armazenamento do reprodutor, já que não era muito comum ver HDDs1 serem usados em dispositivos móveis na época.

A solução encontrada pela empresa, de acordo com o ex-Apple, foi adicionar uma série de peças para a absorção do choque caso o iPod caísse no chão por acidente ou fosse jogado numa mesa, por exemplo. O encaixe da tampa de aço inoxidável com o resto do aparelho também foi milimetricamente pensado para diminuir o stress no disco rígido o máximo possível.

A Scroll Wheel, por sua vez, sofreu com vários problemas de confiabilidade durante seu desenvolvimento, além de ser extremamente complicada de ser produzida. Apesar de o resultado final ter sido considerado revolucionário para a época, esses obstáculos motivaram a Apple a trocar os botões físicos da Scroll Wheel por uma nova versão sensível ao toque já na segunda geração do iPod, denominada Touch Wheel.

Publicidade

Outro modelo analisado por Fadell foi o iPod nano de primeira geração, lançado em 2005. Assim como o iPod original, o modelo mais compacto do reprodutor até então também sofreu com alguns problemas de confiabilidade, já que algumas das soldas em sua placa lógica tendiam a entortar quando alguém sentava com o aparelho no bolso de trás da calça.

Esse problema acarretou na criação do muito-bem humorado “the butt test” (“o teste da bunda”, em tradução livre), feito exatamente para detectar essas fragilidades. A solução encontrada, segundo Fadell, foi adicionar cola às soldas da placa lógica.

Ao longo do vídeo, Fadell comentou também imagens internas do iPod classic de sexta geração, o último de sua linhagem. Você pode ver todas elas em alta resolução e em vários ângulos nesse artigo.

via iMore

Ver comentários do post

Carregando os comentários…
Artigo Anterior
Suporte da Apple

Mulher perde US$1.500 em golpe do "suporte da Apple" [atualizado: errata]

Próximo Artigo
Novos nomes no elenco de "The Crowded Room"

Apple TV+: mais 6 atores de "The Crowded Room" são revelados

Posts Relacionados