O melhor pedaço da Maçã.
MM News

Receba os nossos principais artigos diariamente, por email.

Eddy Cue será conselheiro em empresa de NFTs de Tom Brady

A Autograph será uma plataforma de compra e venda dos “tokens não fungíveis”
Eddy Cue

O assunto dos últimos meses no mundo digital são os famigerados NFTs (non-fungible tokens, ou tokens não fungíveis). Eles consistem, falando muito basicamente, numa forma de comercializar itens digitais “únicos” e “autênticos”, como se fossem obras de arte — tudo baseado nos princípios da blockchain. Se você não entendeu absolutamente nada, pode ser uma boa ideia ler esse texto.

Publicidade

O fato é que o jogador de futebol americano Tom Brady (ou, em bom português do Brasil, o marido de Gisele Bündchen) lançará em breve uma empresa focada exclusivamente em NFTs, a Autograph. E quem estará na sua mesa de conselheiros é um dos principais executivos da Apple, Eddy Cue (vice-presidente de software e serviços de internet da Maçã).

De acordo com a CNN, a Autograph será uma plataforma de compra e venda de NFTs concebida e lançada por Brady e Richard Rosenblatt, ex-CEO1 da Intermix Media (dona do Myspace). Dillon Rosenblatt, filho de Richard, será o CEO da nova companhia, e vários nomes do mundo do esporte farão companhia a Cue no conselho: Jason Robins, Matt Kalish e Paul Liberman (cofundadores do DraftKings) e Peter Guber (um dos donos do time de basquete Golden State Warriors) entre eles.

Curiosamente, Cue também terá na mesa a companhia de Dawn Ostroff, CCO2 do Spotify. A Apple, como vocês provavelmente sabem, tem mantido uma série de embates com a gigante sueca do streaming, que colocou-se ao lado da Epic Games na batalha judicial entre as empresas e tem tido um papel de liderança na Coalition for App Fairness (CAF).

No mundo das grandes empresas, é bem comum que executivos de algumas companhias atuem como conselheiros de outras, de áreas diferentes: o próprio Cue já está no conselho de administração da Ferrari, enquanto Tim Cook está na mesa diretora da Nike. O conselho de administração da Apple também tem vários nomes de outras companhias, como Arthur Levinson (da Genentech), Andrea Jung (da Grameen America) e Susan Wagner (da BlackRock).

via Tom’s Guide

Ver comentários do post

Carregando os comentários…
Artigo Anterior
Clones dos AirPods de terceira geração

Os AirPods de 3ª geração ainda nem existem, mas seus clones sim

Próximo Artigo
Vereador Dr. Jairinho

Caso Henry: polícia do Rio usou ferramenta para acessar iPhones de suspeitos

Posts Relacionados