O melhor pedaço da Maçã.
MM News

Receba os nossos principais artigos diariamente, por email.

Renders do suposto "Apple Watch Series 7"

Gurman detalha telas maiores do Apple Watch; novo SE poderá ser lançado

Parece que o novo design do relógio está basicamente “confirmado”, a essa altura

No seu último boletim informativo Power On, o jornalista Mark Gurman, da Bloomberg, corroborou os rumores de que o “Apple Watch Series 7” poderá chegar com dois novos tamanhos, de 41mm e 45mm — especialmente por conta do novo design, de laterais mais retas (como nos iPhones 12) e bordas menores.

Publicidade

Pois hoje, Gurman tratou de expandir o assunto com alguns detalhes técnicos das novas telas — assim como alguns dos mostradores que chegarão nos novos relógios e tirarão proveito da maior área de visualização.

Segundo ele, as designações de 41mm e 45mm (como nos modelos atuais) referem-se ao tamanho da caixa do relógio, e não às telas em si. O painel do modelo maior terá 1,9 polegada, um salto considerável em relação à 1,78 polegada do dispositivo atual — ou, mais precisamente, uma adição de pouco mais de 3mm na medição diagonal da tela.

Para termos uma ideia do acréscimo, o designer Parker Ortolani fez uma comparação visual entre os dois modelos, de 44mm e 45mm:

É um aumento surpreendentemente substancial no tamanho da tela. A forma cinza é o relógio de 44mm e a preta é o “Series 7”. Você definitivamente sentirá no pulso que a caixa do [novo] relógio é maior.

A contagem de pixels, claro, também será expandida: no suposto modelo de 45mm, a tela terá resolução de 396×484 — cerca de 16% a mais em relação ao painel de 368×448 do Apple Watch Series 6 de 44mm. Gurman afirma que o modelo menor do “Series 7” também terá acréscimos semelhantes, mas não forneceu números exatos em relação ao salto dele.

Para aproveitar as telas maiores, segundo o repórter, a Apple estreará com os “Series 7” alguns novos mostradores (possivelmente) exclusivos para os novos modelos. Um deles, chamado até o momento de “Modular Max”, mostrará um relógio digital e uma complicação menor (como o dia da semana, a temperatura ou o ícone de um app) e várias outras complicações maiores sobrepostas na parte de baixo da tela.

Publicidade

Outro mostrador, chamado “Continuum”, mudará de acordo com o fluxo do tempo e o horário atual. E um terceiro, chamado de “Atlas” ou “World Timer” internamente, permitirá que o usuário confira todos os 24 fusos horários simultaneamente, com um indicador externo mostrando as zonas e um interno exibindo o horário em cada uma delas — em formato analógico ou digital, de acordo com a escolha do usuário.

As versões Hermès e Nike dos novos relógios também terão mostradores atualizados: o relógio desenvolvido em parceria com a grife terá números com fontes que se alteram de acordo com a hora, enquanto a empresa esportiva terá um mostrador com grafia que se movimenta de acordo com a atividade do usuário.

Segundo Gurman, a Apple deverá revelar a nova linha de relógios ainda este mês — mas o repórter corroborou, também, os temores de que a produção dos novos modelos pode estar atrasada e talvez chegue ao mercado algumas semanas após o previsto.

Futuro

Na reportagem de hoje, Gurman compartilhou ainda algumas previsões para a linha do Watch em 2022. Segundo o repórter, a Apple deverá lançar uma nova versão do Apple Watch SE, um novo modelo com design mais resistente, destinado a usuários praticantes de esportes radicais, e uma nova atualização para o modelo principal (um “Series 8”, presume-se), que poderá vir com um sensor de temperatura corporal.

Outros dois recursos muito esperados, segundo o leaker, ainda deverão levar mais tempo: o monitor de glicose não invasivo e o medidor de pressão arterial. Alguns rumores até ventilavam que o “Apple Watch Series 7” ganharia uma dessas novidades, mas parece que a Maçã precisará de mais tempo para trabalhar nelas.

Aguardemos, então, para saber o que nos espera no futuro.

Ver comentários do post

Carregando os comentários…
Artigo Anterior
Ícone do WhatsApp

WhatsApp é multado em 225 milhões de euros por violar leis europeias

Próximo Artigo
iPhone com ícones da App Store, da iTunes Store, do Música e do Spotify

Desenvolvedores continuam insatisfeitos com regras da App Store, é claro

Posts Relacionados