O melhor pedaço da Maçã.
MM News

Receba os nossos principais artigos diariamente, por email.

Bandeira da China com iPhone
oasisamuel / Shutterstock.com

iPhone atingiu seu maior market share da história na China

Mais uma prova do sucesso dos iPhones 13 — e da derrocada da Huawei

Já falamos sobre como a Apple aproveitou o sucesso dos iPhones 13 para, após seis anos, retomar a liderança do mercado de smartphones na China. Também vimos que a empresa tem conseguido segurar essa posição ao longo das semanas subsequentes.

Publicidade

Pois hoje, a Counterpoint Research chegou com números ainda mais importantes: de acordo com a pesquisa, a Maçã chegou à maior fatia de mercado já obtida em território chinês no último trimestre.

Mais precisamente, os iPhones conquistaram um market share de 23% no quarto trimestre de 2021, um salto importante em relação aos 16% do mesmo período de 2020. A Apple cresceu 32% na comparação ano a ano — ou impressionantes 79% na comparação com o trimestre anterior, mais um atestado do sucesso retumbante dos iPhones 13.

Smartphones na China; Counterpoint Research

vivo, OPPO (incluindo OnePlus), Honor e Xiaomi completam o Top 5, enquanto a Huawei — ainda em queda livre por conta das sanções aplicadas pelo governo dos Estados Unidos — segura-se no sexto lugar, com uma queda de 73% na comparação ano a ano. A Realme, por sua vez, ainda tem uma fatia pequena, mas foi a que mais cresceu (83%) em relação ao fim de 2020.

Publicidade

A analista da Counterpoint Mengmeng Zhang falou o seguinte sobre o desempenho da Apple:

A performance estelar da Apple foi estimulada por uma combinação de estratégia de preços e ganhos da base de consumidores premium da Huawei. A Apple subiu para o primeiro lugar na China logo após o lançamento dos iPhones 13 em setembro. Em seguida, manteve a liderança por boa parte do quarto trimestre. Os iPhones 13 lideraram o sucesso por conta de um preço inicial relativamente baixo no lançamento, bem como novos recursos de câmera e 5G. Além disso, a Huawei, maior concorrente da Apple no segmento premium, continua com vendas em queda devido às sanções dos EUA.

No geral, as vendas de smartphones na China caíram 9% na comparação ano a ano, e a expectativa é que, para contrabalançar essa tendência de queda, as fabricantes comecem a aumentar progressivamente o preço médio de venda dos smartphones — ou seja, mais um cenário positivo para a Apple.

Vejamos, agora, as cenas dos próximos capítulos.

Publicidade
iPhones 13 Pro e 13 Pro Max iPhones 13 e 13 mini

NOTA DE TRANSPARÊNCIA: O MacMagazine recebe uma pequena comissão de vendas concluídas por meio de links deste post, mas você, como consumidor, não paga nada mais pelos produtos comprando pelos nossos links de afiliado.

via AppleInsider

Ver comentários do post

Carregando os comentários…
Artigo Anterior
Logo da Apple em loja de Bangkok, na Tailândia

Apple é a marca mais valiosa do mundo no ranking Global 500

Próximo Artigo
Residência de Tim Cook pelo Apple Maps

Apple e Google escondem casa de Tim Cook em seus mapas

Posts Relacionados